PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
jhony-bezerra-publicidade2

O Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD-PB), Lionaldo Santos da Silva, arquivou o processo movido pelo Sport Campina que pedia a exclusão da Desportiva Guarabira por não apresentar certidões negativas exigidas pelo regulamento da competição (art. 16) e Leis Federais 13.155/15 e 10.671 (estatuto do torcedor).

Em despacho, o presidente do TJD-PB alegou que o próprio Tribunal Esportivo da Paraíba já havia decido sobre este assunto (o caso que o Treze acusou o Campinense de não ter as certidões), e decidido pelo arquivamento.

Outro ponto tomado por base pelo presidente Lionaldo Santos é a decisão do Ministério do Esporte, Conselho Nacional do Esporte e CBF, que resolveram só colocar em vigor a Lei do Profut a partir de 2018, em decisão tomada no final do ano passado.

E também se baseou na decisão do Ministro do Esporte, Alexandre de Morais, que extingue definitivamente a Lei do Profut, liberando os clubes de qualquer responsabilidade de apresentar documentação para participar das competições oficiais de futebol.

Foto: Correio da Paraíba

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem citar a fonte PB Esportes.
Textos, fotos, artes e vídeos do PB Esportes estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.
PB Esportes – Há 5 anos fazendo a melhor cobertura com credibilidade. #EuMeLigo #No #PBEsportes5anos!
Envie informações à Redação do PB Esportes por meio do Whatsaap através do telefone (83)996550823.