Sacam-se as calculadoras

Parecia até que não terminava antes do carnaval essa rodada. E não terminou.

Os resultados trouxeram o óbvio: vitória do treze contra um adversário perigoso e  bem montado; Auto Esporte confirmando sua necessidade de ser o pior; Campinense se mantendo na dianteira; Sousa  voltando a ser o Sousa e o Serrano ele mesmo e o Botafogo sem passar pelo CSP.

O último jogo trouxe uma realidade, CSP mesmo com uma torcida menor que o Auto é a segunda força de Joao Pessoa. Usou sua teimosia e abanou os queixos do poderoso Botafogo de Joao Pessoa. Não fosse ainda o pensamento pequeno do time, ele tinha segurando o placar e vencido o adversário que, entregue a fadiga, não foi mesmo que jogou contra o Náutico, aliás, parecem dois times, duas vontades: Um da copa do nordeste e outro do estadual. Melhor para o Campinense.

Outro que se envolve em duas competições é o Treze que não mistura as duas e joga exatamente igual em ambas, ser a lanterna do seu grupo no Nordestao, não faz o Treze jogar diferente no paraibano e mesmo a vitória diante do Nacional não mostra  um futebol vistoso, convincente e matador. É aquele dar pro gasto que o coloca na primeira colocação do seu grupo.

O Nacional foi parado em sua melhor sequência e essa derrota do time de Patos, foi melhor para o Campinense.

O Campinense que jogou feio lá em Cajazeira, não conseguiu perder. Chegou aos 16 pontos e viu seus rivais diretos um não avançar e outro pouco se mover.

Derrota do nacional e empate do Botafogo deixa o Campinense a 3 pontos deles.

No grupo  B, o empate do CSP e do  Atlético, deixa o Treze bem folgado com 5 pontos a frente do segundo e 7 do terceiro.

O grupo A, tem situações interessantes: somente o Auto Esporte não pode mais nada.

Agora pegando a calculadora do imaginário, chegaríamos a uma situação parecida com essa:

O Sousa fazendo 9 pontos contra Atlético, Treze e Guarabira chega a 20.

O Botafogo pode chegar a 22 pontos, se vencer Treze, Atlético e Guarabira.

O Nacional a 22, se vencer  Guarabira, CSP e Serrano.

E o Campinense, pode chegar a 25 se vencer Treze, CSP e Serrano.

Até parece que ninguém do grupo B sabe jogar ou sequer entrar em campo né?

Isso pra mostrar quão forte é o grupo A.

Acredito que para o Campinense ser líder geral, precisa fazer 6 pontos e torcer para que Nacional e Botafogo percam 2 pontos ( que podem ser empates contra o CSP e Treze, respectivamente). Torcer também para que o Treze perca 2 pontos, que pode ser  para o Botafogo. Alias, o Treze tem uma sequência amarga ( Botafogo, Sousa e Campinense), sorte que já criou gordura.

Calculadoras na mão e a espera ansiosa que comece a 8ª rodada.

Menos para o Auto, onde a ansiedade é para o fim do campeonato.

As informações dos colunistas não representam a opinião do site PB Esportes; a responsabilidade do texto é do autor.

 

Envie informações à Redação do PB Esportes por meio do Whatsaap através do telefone (83)996550823.
As informações dos colunistas não representam a opinião do site PB Esportes; a responsabilidade do texto é do autor.

Deixe um comentário