PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
jhony-bezerra-publicidade2

Um jogo emocionante com intensa e vibrante participação dentro e fora de quadra. Um verdadeiro teste para avaliar o coração dos atletas e dos torcedores presentes na Arena Unifacisa, para a partida em que o time da casa recebeu o Corinthians pela Liga Ouro 2018. A Unifacisa foi para quadra com uma atitude aguerrida e um jogo mais ofensivo do que o apresentado na estréia na competição contra o São José. O resultado da mudança de postura em quadra foi um placar final de 63 a 62 para o Corinthians, numa de cesta de três pontos de Gustavinho, aos 20 segundos finais do jogo.

Para o técnico da Unifacisa, Eduardo Schafer, ficou claro que o time havia melhorado o desempenho no intervalo entre a estréia e o segundo jogo, mas a vitória agora vai ser buscada sem a presença da torcida. “Perdemos por detalhes. Enfrentamos a segunda derrota em casa. Agora é seguir o campeonato e buscar a vitória fora”, disse Schafer.

O Corinthians, que está de volta ao campeonato, destacou o prazer de fazer uma estréia em um espaço esportivo privilegiado. “É sempre muito bom chegar numa casa bonita como essa, diante de uma torcida educada. Quem ganhou aqui hoje com esse espetáculo dos dois times foi o basquete”, avaliou o técnico do Corinthians, Bruno Savignani.

Os jogadores de destaque pelo time da Unifacisa foram o americano Shayok Shayok, com 14 pontos e sete rebotes e Murilinho, com seis assistências. Humberto, Wagner e Gustavinho foram os destaques pelo Corinthians.

O jogo

A Unifacisa (PB) iniciou o jogo impondo um ritmo mais puxado e abrindo o placar com uma cesta de três pontos feita pelo ala Stabile. Na estréia do armador Cobb e do pivô Felipe Rech o time mostrou maior entrosamento, com assistências mais funcionais e rebotes mais precisos. A manutenção do ritmo fez com que o Corinthians ficasse até seis minutos sem marcar, quando a Unifacisa abriu vantagem de cinco pontos. A equipe chegou a impor uma diferença de sete pontos no primeiro tempo, que foi concluído com um placar de 17 a 15.

O Corinthians voltou para o jogo no segundo tempo com maior eficiência no roubo de bola, explorando os erros da Unifacisa. Com um pouco mais de três minutos em quadra o Corinthians empatou. Durante todo o segundo tempo os times construíram um placar equilibrado, mas a Unifacisa cometeu mais faltas e os corinthianos conseguiram aproveitar os lances livres. O placar final do segundo tempo indicou uma vantagem de oito pontos para o Corinthians. Essa abertura fez toda a diferença para a vitória do time visitante.

No terceiro tempo a Unifacisa fez várias trocas de jogadores na tentativa de reverter o placar, mas o time perdeu em velocidade, chegando a ser punido pelo estouro de tempo com a posse de bola na defesa. Foi um tempo de partida bastante disputado com diferenças no placar variando entre três e um ponto. O equilíbrio foi mantido até a etapa final do jogo.

PB Esportes com Ascom\Unifacisa

Foto: Daniel Nery\Unifacisa