Unifacisa conquista terceira vitória consecutiva

Depois de ter feito partida histórica em Brasília e saído do Distrito Federal com toda a credibilidade de quem está na disputa pelo título, a Unifacisa recebeu o Macaé em Campina Grande, nesta terça-feira, 13. Na terceira partida na Paraíba a equipe conquistou a primeira vitória em casa. Um resultado para destravar o grito de alegria da torcida que vibrou nos momentos bons e torceu nos momentos difíceis, mas acima de tudo acreditou até o último segundo.

Para recompensar o apoio incondicional de um público que só faz crescer para um esporte que ainda não está no topo da popularidade na Paraíba, a vitória era fundamental. “A torcida esteve com a gente em qualquer situação e hoje nos inflamou ainda mais, do começo ao fim do jogo”, disse o ala da Unifacisa, Rafael Stabile, um dos destaques da partida, com 20 pontos.

Inegavelmente o público que compareceu a Arena ou que acompanhou a transmissão ao vivo feita pela TV Itararé, assistiu a um grande espetáculo esportivo. “O torcedor nos cobrava essa vitória, tínhamos esse peso nas costas e hoje a gente conseguiu num jogo dramático”, confessou o técnico da Unifacisa, Eduardo Schafer.

O Macaé que encerrou a rodada na semana passada na sétima colocação, deu trabalho numa relativamente equilibrada. “O time da Unifacisa vem numa crescente. Nós erramos muito na parte defensiva e nos rebotes. Ficou a lição pra gente”, registrou o técnico do Macaé, Léo Costa.

O primeiro quarto teve o equilíbrio demonstrado em quadra expresso no placar que marcou na saída para o primeiro intervalo 20 x 20. O Macaé chegou a abrir 9 pontos de vantagem, sobretudo graças ao desempenho do jogador Barnes. Depois a Unifacisa reagiu especialmente com uma melhora na defesa. O técnico Eduardo Schafer fez substituições ainda no primeiro quarto e o empate veio com uma cesta de Paulo Nery somada aos pontos da cobrança de falta.

No segundo quarto a Unifacisa voltou com a marcação mais apertada e conseguiu vencer por 17 x 13. Embora o Macaé tenha ficado a frente no placar por quase todo o período, a Unifacisa passou a frente faltando quase dois minutos para o final do quarto. A virada veio com a correção de falhas na defesa, precisamente nos rebotes.

Para confirmar o equilíbrio da partida o Macaé venceu o terceiro quarto por uma diferença de nove pontos. De novo o problema do time da casa foi a abertura da defesa.

O quarto final foi bastante acirrado. A Unifacisa foi buscar cada cesta com toda a vontade de quem queria experimentar a tão esperada vitória em casa. Com a mudança para uma marcação por zona o time conseguiu o equilíbrio e já devidamente entrosado conseguiu chegar ao terceiro resultado positivo consecutivo.

O próximo adversário é o Brusque, que também jogou nesta terça e perdeu por uma cesta de dois pontos para o Basquete Blumenau.

Escalação da equipe da Unifacisa
TITULARES:

#7 – Rafael Stabile – Ala – 1,96 de altura – Último Clube: Caxias (RS)

#10 – Rodrigo Reis Silva (Piru) – Ala Pivô – 2,05 de altura – ( Capitão do time) – Último Clube: Palmeiras (SP)

#17 – Paulo Nery – Ala/Armador – 1,90 de altura– Último Clube: Assis (SP)

#21 – Farad Cobb – Armador -1,82 de altura

#50 – Felipe Rech –Pivô – 2,11 de altura – Último clube: Olímpia- Paraguai

Técnico: Eduardo Schafer

Assistente: Beco Bogus

Foto: Urias Nery\ UNIFACISA

PB Esportes com Unifacisa

Envie informações à Redação do PB Esportes por meio do Whatsaap através do telefone (83)996550823.
Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem citar a fonte PB Esportes. Textos, fotos, artes e vídeos do PB Esportes estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Deixe um comentário