Muitos Dias depois

Ruy Scarpino teve a chance dobrada de  nos livrar de um constrangimento sem Copa do Nordeste ano que vem.

Acho que três chances.

Primeiro quando deixou o Serrano vencer, na primeira partida da semi. E aí se tivesse feito 4 pontos, estaria com a vantagem contra o Botafogo.

Segundo contra o mesmo Botafogo, na final lá em Joao Pessoa, quando tínhamos a vantagem do empate e bisonhamente o time jogou  recuado, esperando o botafogo não querer jogar…

Depois tomou um, tomou dois e entregamos   a vaga certa para a Lampions do ano que vem.

Mas, calma. Ainda tem a pré-copa.

Teve

Por azar pegamos um freguês. Vencemos o primeiro em casa pelo mesmo 1×0, e depois de perdemos 679 gols. Fomos para o segundo jogo.

Lembram de Botafogo 2 x 0 Campinense.

Igualzinho.

Até o treinador era o mesmo

O que aconteceu?

Os mesmos dois gols de diferença

A mesma espera

A mesma falta de atitude

A mesma história

Com um final feliz para as bandas de São José.

O problema técnico do campinense é que desde Diá, Chico Diá, nunca mais houve um treinador de fortes decisões e esquemas definidos e ainda corajoso no Campinense.

Desde Diá, os dias são incertos. Com Diá, em que pese os fracassos na D ( uma pegou no fim, outra deixou no começo) tínhamos a certeza de um time aguerrido, brigador, corajoso, atrevido. Lembram de 1×1 contra o Bahêa? Gol de Negreti?

Lembra dos outros mata-matas?

Vês quanta diferença?

Então?

Os dias de Foaini, Aiton, China, Ney, Celso, Ruy são iguais aos dias de Freitas e Canindé. Com exceção da B e da Lampions.

Com exceção de alguns jogos estranhos, feito aquele com o Itabaiana, feito aquele contra o Baraúnas…

As limitações dos treinadores que chegam e se apossam dos nossos sonhos são tão visíveis, que mesmo sem sabermos o real papel do treinador já entramos nas terças e domingos querendo que os dias não aconteçam, sonhando com um Diá de volta, para pelo menos, nos devolver a garra de um time copeiro.

Feito o Real Madrid.

As informações dos colunistas não representam a opinião do site PB Esportes; a responsabilidade do texto é do autor.

Deixe um comentário