PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
jhony-bezerra-publicidade2

Deflagrada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público da Paraíba no último dia 9, a Operação Cartola é resultado de mais de seis meses de investigações e tem por objetivo apurar os crimes cometidos por uma organização composta por membros da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Comissão Estadual de Arbitragem da Paraíba (Ceaf), Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD/PB) e dirigentes de clubes de futebol profissional do Estado da Paraíba (os cartolas). Ao todo, 80 nomes estão sendo investigados pela operação dos quais 11 são árbitros:

Em entrevista ao PB Esportes, o presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol da Paraíba (Sinafep), Emanuel Diniz falou sobre a investigação da arbitragem paraibana.