jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal

O julgamento do recurso interposto pelo presidente afastado pela Federação Paraibana de Futebol (FPF), Nosman Barreiro, culminou com a decisão contrária por parte do Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que manteve a pena ao dirigente. Além do afastamento, Nosman ainda deve pagar R$ 30 mil referentes a uma multa por conduta antidesportiva.

Quando era vice-presidente da FPF, Nosman disse que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) era conivente com a manipulação de resultados no futebol da Paraíba.

O Tribunal de Justiça protocolou a denúncia contra Nosman que foi julgado pela 3ª Comissão Disciplinar. Indiciado por conduta antidesportiva, Nosman foi notificado sobre o afastamento e o pagamento da multa no valor de R$ 30 mil.

Fonte: Portal T5