A tecla R da Máquina de datilografia

Símbolo de progresso em muito anos antes dos computadores, a máquina de datilografia- incrível por já vir com impressora agregada, hoje é sinônimo de atraso, de cafonice, de brega, arcaica, antiga e ultrapassada.
No mundo dos tabletes e arbitro de vídeos, usar uma bela Olivetti é no mínimo, piegas.
A presidente da FPF quando a viu, olhou de soslaio.
O Campeonato da segunda divisão, da FPF, imita o primeiro grau. Com pelejas indo parar nos bancos de quem joga com os papeis, Sport de Lagoa Seca consegue através dos seus direitos impedir a segunda partida que definiria um dos classificados para a primeira divisão. O Sport tem suas razões. A Federação acatou o pedido do filiado.
Acontece que se Sport Campina vencer nos tribunais, o cruzamento muda totalmente, quando o Perilima deixa a disputa (com Marcelinho e tudo) e da a vez ao time de Sumé lá do meu Cariri, o Femar. Ai o cruzamento seria outro:
Sport Lagoa Seca X Esporte de Patos e São Paulo Cristal X Femar.
Então todos os jogos dessa segunda fase aconteceriam novamente.
Lembrem-se que a primeira rodada já foi: Perilima vencendo o mesmo Sport e São Paulo e o terror do Sertão empatados.
Cumpade Dario Leitão, presidente do Patinho, pede com coerência, a suspensão da segunda partida entre seu clube e o time do Engenho, afim também de reduzir custos, entendendo que se o Sport Campina vencer a peleja no papel, nada do que foi, será.
A Federação sendo a Federação negou o pedido. Vai ter jogo amanhã.
Até parece que a presidente Michele (que não nem Obama e nem Bolsonaro, ainda) deu uma levantada de sua cadeira, foi até a máquina de datilografia e incaicou o dedo na tecla R, de retrocesso:
– Eita!!! Funciona.

Envie informações à Redação do PB Esportes por meio do Whatsaap através do telefone (83)996550823.
As informações dos colunistas não representam a opinião do site PB Esportes; a responsabilidade do texto é do autor.

Deixe um comentário