PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
jhony-bezerra-publicidade2

A fase de classificação da Liga Ouro 2019 chegou ao fim na noite da última quinta-feira (25), com quatro partidas que definiram as posições finais das oito equipes participantes. O Basquete Unifacisa, que encerrou a primeira fase na quarta colocação, vai enfrentar nas quartas de final o Cerrado, adversário que o time paraibano venceu na última rodada e que terminou na quinta posição da tabela.

A primeira partida será já nesta segunda-feira (29), às 19h30, no Ginásio da Iesplan, em Brasília. Já os outros dois jogos da série melhor de três serão realizados na Arena Unifacisa, em Campina Grande, às 19h30 da próxima quinta-feira (2 de maio) e, caso seja necessário, às 16 horas do dia 4 de maio (sábado).

O vencedor do confronto entre Basquete Unifacisa e Cerrado enfrentará o Londrina nas semifinais, disputadas em série de melhor de cinco partidas. Como a equipe paranaense terminou a fase de classificação na liderança, terá a vantagem de disputar os dois primeiros jogos e um possível quinto jogo em casa.

No outro lado das semifinais, haverá a disputa entre Campo Mourão e Rio Claro, com a primeira partida disputada também nesta segunda-feira (29), às 20 horas, na cidade de Rio Claro. A equipe vencedora vai enfrentar nas semifinais o São Paulo, vice-líder da primeira fase, que terá a vantagem dos mandos de quadra no primeiro, segundo e quinto jogo.

O assistente técnico do Basquete Unifacisa, Felipe Santana, o Filet, analisou o início dos playoffs da Liga Ouro. “Agora é uma competição totalmente diferente, mesmo repetindo o adversário que enfrentamos na última rodada. A vantagem no mando de quadra é muito importante, pois nos permite jogar ao lado de nossa torcida. Por isso, um resultado positivo no primeiro jogo em Brasília nos deixa muito próximos das semifinais”, disse.

Segundo Filet, devido ao curto intervalo entre os jogos, a comissão técnica deverá otimizar os ajustes para o confronto com o Cerrado. “Vamos trabalhar muito com vídeos e números dos adversários, analisando todas as situações possíveis, tentando ajustar o máximo que conseguirmos nos poucos dias que teremos”, completou.

Foto: Daniel Nery/Unifacisa

PB Esportes com Ascom\Unifacisa