Você se lembra de Galeguinho?

Ele ficou conhecido no mundo do futebol como “Galeguinho”, um lateral direito que jogava com bastante regularidade, com domínio da bola  e visão do jogo, pois já naquela época ele não só defendia com segurança e firmeza como auxiliava o ataque de seu time.

Batizado como Milton Candóia de Araújo, “Galeguinho” chegou para o Botafogo Futebol Clube no ano de 1949, sendo logo efetivado como titular da lateral direita da equipe. Naquele ano o então apenas alvinegro sagrou-se tri-campeão paraibano. Outros e importantes títulos foram conquistados pelo atleta homenageado.

Ele foi um dos destaques do Botafogo na década de 50, década na qual grandes jogadores vestiram a camisa do alvinegro da capital. Galeguinho também jogou no antigo e conceituado time do Paulistano, da belíssima cidade de Campina Grande e no Campinense Clube. Outra grande contribuição sua foi na antiga Seleção Paraibana de Futebol da FPF, que disputava torneios acirrados com os vizinhos estados. Era uma época que não havia campeonatos nacionais de clubes.

Galeguinho conseguiu, junto com outros grandes laterais direitos como Lúcio Mauro e Vinícius, honrar e dar destaque a camisa de número dois.

Com mais de oito décadas de idade, morando no Bairro do Treze de Maio, em João Pessoa, Galeguinho pegava as fotografias da sua época e recordava juntamente com os seus familiares o seu passado de glórias e conquistas com a camisa do Botafogo e do Campinense.

No ano de dois mil e treze, tivemos o prazer de localizá-lo e levá-lo ao estádio José Américo de Almeida, o Almeidão, e em nome da diretoria do Botafogo Futebol Clube entregamos uma camisa com o seu nome escrito nas costas, uma revista do clube, um certificado de honra ao mérito e a comenda Nininho o fiapo de ouro. Foi uma tarde de muita emoção e gratidão.

E quando foi na última semana de abril do corrente ano, os seus familiares me avisaram que aquele craque do passado havia nos deixado e ido morar no andar superior, junto a Ivan Bezerra, cronista, e Francisco de Assis Silva, vice-presidente do Botafogo, que participaram comigo das justas homenagens que o clube fez a ele.

Para nós torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza que Milton Candóia de Araújo, o popular “Galeguinho”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano!

      * No dia 24 de maio do corrente ano, às 19 horas, na churrascaria Bastos Tambaú será realizado o II ENCONTRO DOS DESPORTISTAS PARAIBANOS.

Envie informações à Redação do PB Esportes por meio do Whatsaap através do telefone (83)996550823.

Deixe um comentário