PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-JHONY-min

Assim como o século 20 começou, na prática, após a primeira guerra mundial, o novo milênio está iniciando agora, com a pandemia pelo coronavírus. Pelo menos em relação a uma grande mudança. E quem esperou bronca geral nos computadores na passagem de 1999 para 2000, com o bug fake, está vendo agora a real passagem.

Em todos setores. Economia, cultura, política. Nos esportes. Todos eles irão mudar quando a pandemia poassar. É o novo normal. Pelo menos em relação às relações interpessoais. Ou mesmo empresa-consumidor.

No futebol, horizonte aberto. Com os clubes vendo oportunidades de multiplicar conteúdos. Assim, turbinar ganhos. Ou diminuir o prejuízo, no caso dos pernambucanos.

Além de vendas virtuais, seja de produtos físicos ou de ingressos para jogos reais, há espaço para aumento de oferta. Com TVs próprias (pela internet), mostrando partidas antigas, entrevistas com ídolos, esportes amadores e até treinos dos profissionais.

Porque mesmo após a abertura, o torcedor ainda passará muito tempo em casa. Consumindo também.

Foto: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

Fonte: Carlyle Paes Barreto, da Coluna Planeta Bola