PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-JHONY-min

O São Paulo se recuperou em grande estilo da derrota para o Minas e se reencontrou com a vitória. Em atuação sólida, o Tricolor bateu a Unifacisa por 77 a 65 e alcançou a décima vitória em 12 jogos. Georginho (14 pontos e seis rebotes), Lucas Mariano (dez pontos e 12 rebotes) e Shamell (13 pontos e seis assistências) foram alguns dos destaques da equipe.

Tradicionalmente forte no ataque, os são-paulinos viram na defesa sua principal arma para assegurar o resultado já que o aproveitamento nos arremessos não foi o habitual (48% e apenas 27% na longa distância). A equipe soube neutralizar o adversário e praticamente não se viu ameaçada durante os quatro períodos.

O duelo começou com as duas defesas prevalecendo sobre os ataques. Enquanto os paraibanos forçavam os arremessos do perímetro (com aproveitamento de apenas uma bola certa em dez tentadas), o Tricolor variava mais as jogadas e investia em lances de infiltração, uma vez que os tiros de longa distância também não caíram (um arremesso certo em cinco tentados), estratégia que deu uma pequena vantagem no período.

Os são-paulinos iniciaram bem o segundo período e chegaram a colocar quase dez pontos de frente, mas passada a arrancada inicial, o adversário soube adequar sua estratégia e conseguiu ser extremamente eficiente na defesa para equilibrar a partida. O Tricolor começou a precipitar algumas jogadas e chegou a levar a virada, mas voltou a controlar o jogo e contou com a mão quente de Jefferson (que acertou três bolas de três no período, sendo a última no estouro do cronômetro) para ir para o vestiário com sete pontos de frente (38 a 31).

A dinâmica seguiu inalterada na volta do intervalo. Com a defesa bem ajustada, a equipe de Claudio Mortari viu o rival forçar alguns lances de ataque e proporcionar a transição em velocidade. Apesar das bolas longas seguirem abaixo da média da equipe, o Tricolor soube se aproveitar dos espaços e seguiu eficiente na infiltração para ampliar a diferença no marcador para 14 pontos.

Seguro no confronto, o Tricolor manteve o ritmo no período derradeiro e soube controlar o relógio, sempre amparado pelo excelente trabalho defensivo.

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Com informações do São Paulo-SP