Bauru mostra força e derrota Unifacisa pelo NBB

Em partida disputada no ginásio Antônio Prado Jr., em São Paulo, pelo primeiro turno do Novo Basquete Brasil (NBB), na tarde deste sábado, o Bauru vinha de dois reveses seguidos no NBB, mas se achou diante da Unifacisa. Contra o time paraibano, o Dragão fez valor o melhor elenco, marcou 89 a 75 no placar e saiu do ginásio Antônio Prado Júnior, em São Paulo, com uma vitória que dá tranquilidade à equipe.

Wilian Oliveira/Foto Atleta

A Unifacisa só liderou o placar nos primeiro cinco minutos de partida. Depois, só deu Bauru, que sobrou no ataque e deu poucos espaços na defesa.

Mas além de uma melhor colocação no NBB, a partida também valia muito para a Copa Super 8. Com a vitória o Bauru está garantido na disputa e segue no quarto lugar.

Já a Unifacisa precisa de uma série de combinações de resultado para poder competir no torneio que reúne os oito melhores do primeiro turno do NBB. Por hora, o time paraibano é o nono colocado.

O grande nome da vitória bauruense foi Gui Deodato, que anotou 18 pontos, pegou oito rebotes e ainda deu três assistências.

Ainda pelo time de Bauru, Zach Graham foi o cestinha da partida com 19 pontos, além de quatro rebotes. Fechando as boas performances no Dragão, Tyrone marcou 14 pontos, pegou seis rebotes e deu quatro assistências, enquanto Larry anotou 12 pontos e deu sete assistências.

Já do lado derrotado, Morillo marcou 17 pontos e foi o destaque da Unifacisa. Leozão contribuiu com 14 pontos e Betinho com mais 11.

Os dois times voltam a quadra na próxima segunda-feira, no ginásio Antônio Prado Jr., em São Paulo. A Unifacisa encara o Paulistano, às 17h. Mais tarde, às 20h, o Bauru enfrenta o Pinheiros.

Foto: Wilian Oliveira/Foto Atleta

PB Esportes com informações do Olimpíada Todo Dia

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem citar a fonte PB Esportes. Textos, fotos, artes e vídeos do PB Esportes estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Deixe um comentário