jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal

Atlético-CE fez o dever de casa e venceu o Souza-PB. Jogando na tarde deste domingo, em Horizonte (CE), a Águia Precabura, bateu o Dinossauro do Verde do Sertão, por 2 a 0. Os gols aconteceram um em cada etapa. Erick Pulga e Michael. O duelo foi válido pela última rodada na fase de grupo, pelo Campeonato Brasileiro da Série D, Grupo A3.

 Com o triunfo, o Atlético terminou no G4, na quarta posição com 21 pontos, enquanto o Souza se despediu do campeonato terminando na quinta colocação com 16 pontos na tabela.

PUBLICIDADE

CASTIGO

Fotos: Kely Pereira / FC Atlético Cearense

O Souza começou melhor o jogo com mais posse de bola e muita pressão para cima do Atlético, até porque só a vitória era o ideal. Aos 13 minutos, quase o tento do Dinossauro Verde do Sertão. Na indecisão do setor defensivo da Águia da Precabura, a bola sobrou para o volante Keyllo que apareceu de surpresa e tocou de cabeça rente ao travessão. O arqueiro Carão só ficou olhando a bola sair.

Quando os visitantes mandavam na partida, o time da casa na primeira chance chegou e balançou a rede. Erick Pulga, aos 29 minutos, apareceu livre e só teve o trabalho de tocar para o gol, no cruzamento na medida através do lateral Acaraú.

No restante da primeira etapa o Souza chegou com perigo com Poty que, na entrada da área, arriscou e a bola chegou fraco até as mãos do goleiro Carlão que agradeceu. A Águia deu o troco e por pouco não fez o segundo com Claudivan que, dentro da grande área, tocou com precisão para o gol onde Ricardo bateu roupa e a defesa tirou. O chute foi de Everton Potigar.

A vitória parcial do Atlético Cearense foi um castigo para o representante paraibano que estava melhor no jogo, mas foi surpreendido no vacilo do setor defensivo do Dinossauro e levou o castigo, 1 a 0.

No retorno para a segunda etapa, logo aos 3 minutos, quase saiu o segundo gol do Atlético. O zagueiro Edgar apareceu de surpresa, meteu a cabeça e a bola tirou tinta da trave. Um verdadeiro perigo. Dez minutos depois, em busca do empate, quase o gol com Juninho.

Aos 18, o arqueiro Carlão fez uma defesa simplesmente sensacional. Wesley arriscou dentro da grande área, a bola quicou enganando o número um da Águia, que tirou de cabeça. No contra-ataque a tampa do caixão foi fechada.

Ítalo, que havia entrado no lugar de Claudivan, fez boa jogada e tocou para Michael que, livre, tocou por cobertura com a bola batendo ainda no travessão.. Atento no lance, o árbitro paulista Ilbert que, por sinal, foi muito bem assinalou o meio-campo, 2 a 0.

O gol aconteceu aos trinta e seis minutos. Na reta final, o time adversário apelou, fez faltas graves e até por conta disso, o atleta Daniel Costa acabou expulso merecidamente ao acertar uma cotovelada no adversário.

PRÓXIMA FASE

O Atlético Cearense vai encarar a Juazeirense-BA no mata-mata.

PUBLICIDADE