jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal
Créditos: Leto Ribas/CBF

Dentro de campo, a janela de compromissos da Seleção Feminina Brasileira em João Pessoa se encerrou nessa segunda-feira (20), com a goleada de 4 a 1 sobre a Argentina. Mas fora das quatro linhas, a delegação verde e amarela também deu aula nesta terça-feira (21), ao participar do Workshop da CBF Social sobre Futebol Feminino. Em parceria com a Federação Paraibana de Futebol (FPF), o evento contou com a presença da comissão técnica, além das jogadoras Marta e Tamires, que representaram as Guerreiras do Brasil durante a cerimônia.

O evento foi mediado por Diogo Netto, Gerente de Responsabilidade Social da CBF. Para dar o pontapé inicial, Michele Ramalho, Presidente da FPF, foi convocada para dar as boas-vindas aos convidados e palestrantes. Durante seu discurso, a dirigente paraibana foi surpreendida com uma camisa oficial da Seleção Feminina assinada por todas as jogadoras em sinal de agradecimento pela hospitalidade com a Canarinho, durante a concentração no estado ao longo da Data FIFA de setembro.

PUBLICIDADE

“Gostaria de agradecer a presença de todos e também agradecer à CBF pela disponibilidade com a gente fazendo esse evento. Não consigo esconder a felicidade que tenho hoje de conseguir fazer esse evento com a ajuda de todos vocês. Foi realmente um sucesso, trouxemos a Seleção Feminina pela primeira vez para a Paraíba. É um motivo de orgulho imenso”, declarou a Presidente da Federação Paraibana de Futebol.

Além da palavra de especialistas, que trabalham com afinco para fomentar a modalidade nos bastidores, os espectadores presentes no evento puderam presenciar o lado de quem luta pelo futebol feminino dentro de campo. Craques consagradas do esporte nacional, a Rainha Marta e a lateral Tamires dividiram um pouco de suas vivências e exaltaram a importância de um evento desta magnitude para a evolução no futuro.

“É um prazer enorme estar aqui falando com vocês. Isso me deixa muito emocionada, porque é o futebol feminino crescendo. Mais um passo que estamos dando em prol da nossa modalidade. Sempre falamos dos desafios que tivemos no passado, o presente que estamos construindo e onde queremos chegar no futuro. Fico lisonjeada de estar aqui representando o futebol feminino, que merece tanto apoio e valorização no nosso país”, frisou Tamires, antes de ter seu pensamento complementado pela companheira de Seleção, Marta.

“Só quero agradecer pelo carinho, pelo empenho. Eu e Tamires não vamos ficar na Seleção para o resto da vida. Estamos aqui hoje, amanhã podemos não estar. Por isso a gente precisa que essas meninas tenham isso em mente, saibam que é possível. Basta acreditar, trabalhar e se dedicar. Para isso, hoje a gente usa a nossa voz, de passar essa mensagem, acreditem nos seus sonhos. Hoje a gente vive um momento muito especial no futebol feminino, não podemos deixar passar isso sem fazer a diferença. A CBF vem se empenhando muito, tanto nos projetos sociais, mas também capacitando profissionais que estejam engajados e envolvidos no nosso futebol. Muito obrigado a todos”, bradou, com lágrima nos olhos, a Rainha do Futebol.

Referências do futebol feminino dentro da CBF, Duda Luizelli e Aline Pellegrino, também enriqueceram a roda de conversa ao compartilharem detalhes de suas funções e responsabilidades diárias dentro da Confederação Brasileira de Futebol. Coordenadoras das Seleções Femininas e Competições Femininas, respectivamente, Duda e Aline explicaram quais são os principais focos de atenção e investimento na modalidade.

“Dentro das Seleções, uma das nossas primeiras ações foi o planejamento estratégico, também criamos um caderno de gestão. Hoje, junto com a Aline, estamos criando o planejamento estratégico do futebol feminino brasileiro. O futebol feminino realmente está crescendo. Também temos a questão da psicologia, não só na Seleção Principal, mas também com profissionais nas Seleções de Base”, elencou Duda, antes de Aline exaltar a audiência alcançada durante o jogo preparatório contra a Argentina.

“Dentro de todo esse processo, de construção, de desenvolvimento, principalmente do futebol feminino. A gente tem aqui um olhar especial para o futebol feminino. Hoje eu e Duda temos essa responsabilidade grande, de um tripé, com a Confederação Brasileira de Futebol no topo, Seleções e Competições. Se estivermos fazendo um bom trabalho, conectado, com pensamento futuro, a gente vai conseguir dar condição para que tenhamos cada vez mais números como os de ontem, 30 milhões de brasileiros numa segunda-feira acompanhando as jogadoras da nossa Seleção”, completou a Coordenadora de Competições Femininas da Entidade.

A comissão técnica da Canarinho também brilhou ao participar do Workshop dando luz ao tema ‘Atuação Transdisciplinar da Seleção Brasileira Feminina’. A técnica Pia Sundhage liderou a equipe formada pela auxiliar Bia Vaz, o preparador físico, Fábio Guerreiro, o fisiologista, Luciano Capelli, o treinador de goleiras, Thiago Mehl, o médico, Dr. Nemi Sabeh e a psicóloga, Marina Gusson.

PB Esportes com informações da CBF

PUBLICIDADE