PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
Foto: PB Esportes

Nesta quarta-feira, 21, em acordos negociados pelo departamento jurídico junto ao Poder Judiciário e credores, o Treze quitou mais de 2 milhões de reais em dívidas trabalhistas.

O esforço no Galo é constante para equilibrar finanças, reconstruir o clube administrativamente e colocar a casa em ordem. Os recursos para a quitação destas dívidas são oriundos do esforço do departamento jurídico e da diretoria em identificar e recuperar valores pendentes em contas judiciais antigas. Com a articulação, estes valores foram destinados diretamente para os credores dispostos a realizar os acordos.

PUBLICIDADE

O montante identificado e recuperado na operação que acaba de ser concluída foi de R$ 650.000,00 (seiscentos e cinquenta mil reais), mas na transação financeira de hoje, a soma dos valores quitados nos acordos realizados chega a 2,1 milhões de reais em dívidas trabalhistas do clube, porque a negociação prioriza credores que concordam em receber valores inferiores ao débito atualizado. São valores provenientes de FGTS, cujos beneficiários já não podiam ser identificados pelo clube nem pela justiça, e que foram redirecionados para saldar pendências mais atuais, com outros credores.

Este trabalho estratégico vem sendo realizado pela diretoria desde o momento que assumiu. A equipe que conduz o esforço é formada por Allan Queiroz, Alberto Catão e Antônio Almeida, do departamento jurídico, e Raul Pachu do departamento financeiro. Eles ressaltam que somente entre a transação de hoje, recursos já disponibilizados e ainda a disponibilizar em outros trabalhos de recuperação semelhantes, a perspectiva é de que até o fim do ano de 2022, o clube consiga superar o montante de 3 milhões de reais em quitação, mas empregando efetivamente créditos judiciais em valores consideravelmente menores do que isso.

A diretoria entende que o equilíbrio financeiro é fundamental para permitir tanto tranquilidade no dia a dia do trabalho esportivo, como para recuperar a credibilidade do clube no mercado. Ao longo do ano de 2022, por exemplo, 100% dos compromissos assumidos com a comissão e com o elenco que disputou o estadual foram cumpridos, e toda estrutura oferecida com locação e fornecedores também foi paga pontualmente. Funcionários e prestadores de serviços que seguem ativos no clube também têm suas remunerações rigorosamente em dia.

São ações que mostram compromisso e respeito com a instituição, e que permitem projetar um ano de 2023 com o pé no chão, mas com o olhar no futuro do Galo da Borborema.

PB Esportes com Ascom\Treze

PUBLICIDADE