PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
Foto: Thais Magalhães-CBF

Embora focados no Campeonato Paraibano (Campinense) e na Pré Copa do Nordeste (Botafogo-PB), no início de janeiro, elesjá pensam também na Copa do Brasil.

A CBF ainda não definiu a data do sorteio, mas o calendário prevê início da competição nacional para o dia 22 de fevereiro. Segundo o regulamento específico da Copa do Brasil, são oito pontes com dez clubes cada.

PUBLICIDADE

Os clubes do pote A enfrentam o do E, os do pote B encaram os do F, os times do pote C jogam com os do G, e os clubes do pote D enfrentam os do pote H.

Nesta primeira fase, serão 80 times divididos em 40 confrontos de jogo único. Os visitantes têm a vantagem de se classificar com um empate.

Com isso, a Raposa (que está no pote E), pode enfrentar um dos times do pote A que conta com Santos, Grêmio, América-MG, Atlético-GO, Ceará, Bahia, Botafogo, Red Bull Bragantino, Goiás e Cuiabá.

Já o Belo (que está no pote D), irá encarar um dos clubes do pote H que tem Cordino, Parnahyba, Resende, Athletic, Democrata-GV, Camboriú, Águia de Marabá, Falcon, Princesa do Solimões e São Francisco-AC.

Lembrando que Flamengo, Palmeiras, Inter-RS, Fluminense, Corinthians, Athletico-PR, Atletico-MG, Fortaleza, São Paulo, Cruzeiro, Sporte e Paysandu entram na terceira fase.

Veja como ficaram os potes:

Pote A: Santos, Grêmio, América-MG, Atlético-GO, Ceará, Bahia, Botafogo-RJ, Red Bull Bragantino, Goiás e Cuiabá.

Pote B: Juventude, Vasco, Coritiba, Chapecoense, Avaí, CRB, CSA, Vitória-BA, Vila Nova e Ponte Preta.

Pote C: Sampaio Corrêa, Guarani, Criciúma, Operário-PR, Londrina, Náutico, Remo, Tombense, Brasil-RS e Brusque.

Pote D: ABC, Ituano, Manaus, Volta Redonda, Ypiranga-RS, Ferroviário, Botafogo-PB, Santa Cruz, Brasiliense e América-RN.

Pote E: Campinense, Jacuipense, São Raimundo-RR, Tocantinópolis, Bahia de Feira, Caldense, Atlético de Alagoinhas, ASA, Sergipe e Ceilândia.

Pote F: União Rondonópolis, Real Noroeste, Retrô, Marcílio Dias, Tuna Luso, Fluminense-PI, São Luiz, Nova Iguaçu, Humaitá e Trem

Pote G: São Bernardo, Vitória-ES, Nova Mutum, Pacajus, Tuntum, Caucaia, Real Ariquemes, Maringá, Operário-MS e Marília

Pote H: Cordino, Parnahyba, Resende, Athletic, Democrata-GV, Camboriú, Águia de Marabá, Falcon, Princesa do Solimões e São Francisco-AC.

Premiações

Por participação na primeira fase, cada clube recebe valor de acordo com o grupo a que ele pertence. São três blocos, levando em conta o desempenho recente e o Ranking Nacional de Clubes.

Os valores estimados a partir do próximo ano, seriam destinados quase R$ 500 milhões como premiação para os clubes. Atualmente, só o prêmio do campeão atinge R$ 60 milhões. A CBF ainda não detalhou se vai manter os critérios atuais de distribuição.

PUBLICIDADE