jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) realizou nesta quarta-feira, o julgamento dos dirigentes e árbitros paraibanos acusados de participação no suposto esquema de corrupção e manipulação de resultados no futebol paraibano.

No julgamento o STJD baniu do futebol o ex-vice-presidente de futebol do Botafogo da Paraíba, Breno Morais. Além de ser banido, Morais terá que pagar uma multa de R$ 90 mil.

PUBLICIDADE

Já os ex-presidentes do Botafogo, Zezinho Botafogo e Guilherme Novinho, além de Francisco Sales, filho de Novinho e ex-diretor do clube, foram suspensos por 540 dias, mais uma aplicação da multa de R$ 30 mil.

Na sessão, o presidente afastado do Campinense, William Simões, também foi banido do futebol. O ex-presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, será julgado em outra data. O Processo de Amadeu volta para julgamento no dia 29 deste mês.

Foram banidos também do Futebol, o ex-presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (TJDF-PB), Lionaldo do Santos, o ex-procurador do órgão, Marinaldo Barros, e o ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem da Paraíba (Ceaf-PB), José Renato.

Foram aplicadas multas de R$ 30 mil para Marinaldo e Lionaldo e de R$ 50 mil para José Renato.

Os árbitros Adeilson Carmos Sales (árbitro da FPF), Antônio Carlos Rocha (árbitro da FPF), Antônio Umbelino (árbitro da FPF), Éder Caxias (árbitro da CBF), Francisco Santiago (árbitro da FPF), João Bosco Sátiro (árbitro da CBF), José Maria de Lucena Netto, (auxiliar da CBF), Tarcísio José (auxiliar da FPF) e Josiel Ferreira (auxiliar da FPF) não poderão mais apitar futebol profissional.

Enquanto por unanimidade de votos, o árbitro alagoano Francisco Carlos do Nascimento foi absolvido, na manhã desta quarta-feira (14), das acusações de participação em um esquema de manipulação de resultados durante o Campeonato Paraibano desta temporada.

Foto:  Daniela Lameira / Site STJD

PUBLICIDADE