jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal

O Clássico Emoção, disputado nesta quarta-feira, em João Pessoa, no Estádio Almeidão, válido pela nona rodada da primeira fase do Campeonato Paraibano, ficou marcado por outro fato que não a vitória do Botafogo sobre o Campinense. Na verdade, o que mais marcou o duelo foi uma foto.

Isso mesmo: uma fotografia foi o grande destaque de um dos principais clássicos do Nordeste. Afinal, o fotógrafo Alênio Júnior registrou o momento em que o goleiro rubro-negro, Wagner Coradin, concedia entrevista a Rogério Roque, repórter de 1,30m com deficiência – ele, inclusive, precisa do auxílio de muletas para se locomover. O detalhe fica pelo fato de o arqueiro raposeiro, de 1,96m, ter se ajoelhado para comentar a partida.

O goleiro afirmou que sua atitude, valorizada durante a repercussão nas redes sociais, foi uma atitude simples, que apenas reflete a educação que sua família deu desde criança. Ele reforçou a ideia afirmando que todos devem ser humildes e, naquela situação, se sentiu na obrigação de se ajoelhar para dar a entrevista.

O fotógrafo, por outro lado, disse que tirou a foto despretensiosamente: teria tirado e mandado para a irmã, questionando quem era o repórter. A jornalista, então, enviou em um grupo do WhatsApp, o que fez com que a imagem repercutisse rapidamente.

Tanto Botafogo quanto o Campinense estão classificados às semifinais. O Alvinegro da Estrela Vermelha lidera o Grupo A, com 21 pontos, enquanto a Raposa ocupa o segundo lugar do Grupo B, com 17.

PB Esportes com Futebol Interior

Foto: Alenio Junior