jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO

O Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio (Saferj) se posicionou sobre o retorno do futebol. Nesta segunda-feira, a entidade defendeu a continuidade da paralisação das atividades do futebol, pelo menos, por mais 10 dias. O posicionamento, publicado nesta segunda-feira, é uma reação ao documento da Ferj assinado pela maioria dos clubes da Série A do Campeonato Carioca na qual pediram que o retorno às atividades seja feito o mais breve possível.

Em nota, a Saferj disse que “entende as dificuldades enfrentadas no cenário econômico mundial também afetaram em cheio o futebol, não diferente de outros setores. Todavia se coloca em favor da segurança e pela vida”.

Além disso, frisou que “a nota da Ferj foi publicada no mesmo dia em que tomamos conhecimento que o Estado do Rio superou o de São Paulo em número de mortos”.

NOTA NA ÍNTEGRA:

Em virtude da manifestação oficial de 12 clubes do futebol carioca, por meio de nota da Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj), publicada nesta sexta-feira dia 8 de maio, o SAFERJ (Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) esclarece que:

Entende as dificuldades enfrentadas no cenário econômico mundial também afetaram em cheio o futebol, não diferente de outros setores. Todavia se coloca em favor da segurança e pela vida.

Avalia como mais seguro a continuidade por, pelo menos mais dez dias, o período de isolamento social, sem treinos e sem jogos, levando-se em conta os números crescentes dos casos de Covid-19 e os óbitos no Estado do Rio, além das orientações de órgãoos de saúde municipal, estadual e federal.

Desta forma, por maior que seja o aparato e existam medidas de segurança, o risco de disseminação é comprovadamente menor, segundo as autoridades sanitárias.

A nota da Ferj foi publicada no mesmo dia em que tomamos conhecimento que o Estado do Rio superou o de São Paulo em número de mortos; e logo após a divulgação dos resultados de exames que revelaram alto número de funcionários de clubes do Rio contaminados com a Covid-19.

PB Esportes com informações do Esporte News Mundo