PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
jhony-bezerra-publicidade2

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva reduziu de três para um jogo a punição de portões fechados ao Cruzeiro pelos incidentes no jogo contra o CSA, no ano passado. Assim, como já tinha sido apenado em um jogo referente ao clássico contra o Atlético, a equipe celeste terá que cumprir duas partidas de portões fechados quando a Série B do Campeonato Brasileiro for retomada após a pandemia.

Há duas situações diferentes neste momento. Quando o futebol voltar, os jogos serão sem público. O Cruzeiro só irá cumprir essa pena referente ao jogo contra o CSA quando os torcedores já tiverem liberação para entrar nos estádios brasileiros. Essa decisão vale, inicialmente, apenas para a decisão desta terça. Antes da pandemia, o Cruzeiro tinha recebido a punição de um jogo por brigas no clássico contra o Atlético. Esse caso (se cumprido quando o público voltar ou não) ainda será apreciado pelo Pleno.

Na decisão desta terça, o STJD também deliberou que uma faixa precisará ser colocada na arquibancada informando sobre a punição ao clube. O Pleno do STJD ainda tem um recurso a julgar do Cruzeiro referente ao jogo contra o Palmeiras, que decretou o rebaixamento da Raposa. Em primeira instância, o clube tinha tomado três jogos de portões fechados. Essa punição pode ser agravada ou minimizada. O duelo contra o Palmeiras registrou incidentes bem mais graves, como a quebradeira do Mineirão por parte de torcedores cruzeirenses.

Foto: Gabriel Pazini

PB Esportes com informações de Thiago Nogueira | OTempo