jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal

Por Ruann Lima

O que representa para você o dia 12 de Abril? Talvez para alguns represente um dia de uma classe trabalhadora, pois é o dia do humorista, para muitos um dia como outro qualquer, mas definitivamente esse não é um dia qualquer para o fã do Futebol, e principalmente para o fã do campinense. 12 de Abril não é o dia do nascimento de um clube, e sim de uma emoção, de um sentimento, de uma paixão que move multidões e faz sorrir a massa da cidade de Campina Grande, e essa massa sofre, chora, sorri e se emociona com o Campinense Clube.

PUBLICIDADE

Em 1915, nesse mesmo 12 de abril, alguns aristocratas da cidade paraibana, campina grande, fundaram um clube que tinha como objetivo entreter os ricos e a elite da cidade com festas, brincadeiras, comidas e esporte. Sobrenomes poderosos, diplomas renomados e pessoas poderosas circulavam por aquele clube, mal sabiam eles o que estava por vir. Aquele clube renomado já teve passagem de vários artistas famosos, foi palco de muitos shows como de Cauby Peixoto, Altemar Dutra e Orlando Silva.

Anos depois, em 54, surgiu o clube que veio para dar um VERDADEIRO show, foi fundado no dia 12 de Março o departamento de esportes daquele clube, colocando a pratica do futebol como fundamental. E sim era muito fundamental para aquela cidade e para a vida dos campinenses, pois o verdadeiro show que foi citado mais em cima era dado dentro de campo com Zé pequeno e cia, naquele primeiro time, ainda amador, do campinense. E não tinha como, brilhava em campo, dava aula de futebol e logo virou profissional.

E aquele clube que era aristocrático e de elite conquistou o povo, “mas como?” deve ser o que você esta pensando caro leitor, mas foi com a propaganda da cidade de Campina na época “Capital do Trabalho” que fez com que a cidade atraíssem diversos mercadores e retirantes da seca, e foi justamente nessa época que o campinense encantava e era HEXA campeão paraibano de forma seguida, conquistando assim o povo e virando esse clube popular que todos conhecem.

Esse clube foi pioneiro e na década de 60 também foi o primeiro clube a permitir a presença de negros no seu quadro associativo, marcando época e fazendo jus a sua fama de popular, e sua torcida preta e pobre agradece ate hoje, torcendo e comemorando as glorias desse clube gigantesco do cenário paraibano.

E nem só de glorias vive esse clube, assim como todo e bom trabalhador que roce para o clube rubro negro, a vida não é fácil e a década de 80 talvez tenha sido a pior das épocas, pois foi nela que o campinense passou sua maior seca, 11 anos sem ganhar um titulo paraibano só acabando com a seca em 91 quando conquistou o campeonato paraibano com o craque do time sendo Douglas neves.

17 anos depois o Campinense voltava a fazer História e foi em 2008 que o campinense consegue chegar até a serie B do campeonato brasileiro, e como o time é reflexo da sua torcida, o clube obteve a marca de maior público da competição. Foi histórico e sensacional aquele feito, torcedores gritavam, soltavam fogos e campina grande nunca mais foi a mesma, seja na memória do torcedor do campinense com alegria, seja na memoria do seu rival com um certo ódio.

Já em 2013 o Campinense volta a marcar destaque no cenário nordestino vencendo a Copa do Nordeste de forma épica, eliminando times como o Sport e Fortaleza, e na final comemorou em cima do ASA de Arapiraca, foi naquele gol de Ricardo maranhense que a torcida teve seu ápice de felicidade e Gritou mais uma vez “É CAMPEÃO”.

É isso, ser campinense é gritar “é campeão”, é chorar, é ter Vitórias glórias mil Garra e raça pra valer, como diz seu próprio hino. Viva o povo! Viva 106 anos de Historia! Viva João’s, Maria’s, Geraldo’s que celebram as alegrias desse clube! Viva o Campinense Clube!

PUBLICIDADE