jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal

Apesar da eliminação ainda na primeira fase da Série D, com uma rodada de antecedência, a diretoria do Treze decidiu manter o técnico Welington Fajardo no comando da equipe visando a disputa da fase classificatória da Copa do Nordeste.

Por ter melhor posição no ranking nacional de clubes, o Treze estará no pote 1 e terá como adversário um dos times do pote 2: Atlético (Ceará), Bahia de Feira (Bahia), Floresta (Ceará), Fluminense-PI (Piauí), Lagarto (Sergipe), Retrô (Pernambuco), Central (Pernambuco) ou Sousa (Paraíba) e fará o jogo único em Campina Grande.

PUBLICIDADE

Contratado no início de julho com a missão de tentar classificar o Galo para a segunda fase da Série D, Wellington Fajardo comandou o time em sete jogos, com duas vitórias, quatro empates e uma derrota, um aproveitamento de 47,61%. No último domingo, o Treze deu adeus às chances de classificação ao ficar no 1 a 1 com o Atlético-CE.

Com isso, o Alvinegro caiu para a sexta colocação no Grupo 3, com 15 pontos, três a menos que a própria equipe cearense, que mesmo seja alcançada em número de pontos na última rodada, levará vantagem nos critérios de desempate por ter vitórias a mais.

A ideia da direção trezeana é iniciar o planejamento visando a Pré Copa do Nordeste logo após o jogo de despedida da Série D, no próximo domingo, contra o ABC, no Frasqueirão.

Apesar da permanência de Fajardo, o elenco passará por uma reformulação, com a saída de alguns atletas. Os três primeiros a deixarem o clube foram os meias Gustavo Índio e Romildo Vitor, além do lateral-direito Ferrugem, titular no duelo contra o Atlético-CE.

Foto: Cassiano Cavalcanti\ Ascom Treze

PB Esportes com informações do Portal NE45

PUBLICIDADE