jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal
Foto: Cassiano Cavalcanti Treze

Após reunião na noite da última quinta-feira (21), o Conselho Deliberativo (CD) do Treze estimou prazo e uma condição para convocar novas eleições do executivo. A crise política do clube conta com fatos, como o afastamento do presidente Walter Cavalcanti Júnior pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelo não pagamento de despesas relativas ao jogo do Galo na Copa do Brasil de 2021. E a formação de um novo pleito passa pela regularização do mandatário junto ao STJD.

Caso ele não o faça até o dia 30 de outubro, e não apresente um projeto que o CD julgue como viável para aprovar o retorno do mandatário ao posto, novas eleições serão convocadas. Diante disso, caso haja a escolha de um novo presidente, o Treze terá até 60 dias para lançar o edital de convocação do pleito.

PUBLICIDADE

O Galo é comandado atualmente pelo presidente do Conselho Deliberativo, João Targino. Ele assumiu interinamente a presidência executiva com a renúncia do vice-presidente João Paiva Filho, que assumiu a função após o afastamento de Walter Cavalcanti Júnior.

Na reunião do Conselho, ainda houve a presença de integrantes da maior organizada do Treze, cobrando respostas para o planejamento da próxima temporada, diante do péssimo 2021 que o Alvinegro teve. A equipe foi eliminada nas quartas de final do Campeonato Paraibano e não conseguiu a vaga para a Série D de 2022. Na disputa da Quarta Divisão deste ano, o sonho do acesso ficou bem distante, com o Galo sendo eliminado ainda na fase de grupos.

PB Esportes com informações de Klisman Gama\ NE45

PUBLICIDADE