PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE MARE DISTRIBUIDORA HORIZONTAL-min (1)
Foto: Morgana Oliveira Ascom CSA

Engasgado com a derrota na primeira rodada da Copa do Nordeste para o Sousa, fora de casa, o CSA entrou em campo com a obrigação de vencer o Botafogo-PB, no Rei Pelé. Em jogo movimentado e de boas chances para ambos os lados, o Azulão se aproveitou dos contra-ataques para garantir os três primeiros pontos no Nordestão.

Os gols da vitória por 3 a 0 foram marcados pelo atacante Rodrigo Rodrigues, que foi às redes duas vezes, e pelo lateral Lucas Marques, que fez seu primeiro gol pelo CSA após sair do banco de reservas.

PUBLICIDADE

Com o resultado, o CSA se tornou o líder do Grupo A da Copa do Nordeste com três pontos ganhos em dois jogos, ficando à frente do Sport nos critérios de desempate. Já o Botafogo-PB é o lanterna do Grupo B devido à amarga derrota em sua estreia na competição.

Pelo Nordestão, o CSA volta a campo no próximo dia 8 de fevereiro, quando enfrenta o Floresta, novamente no Rei Pelé, às 21h30. O Belo, por sua vez, visitará o Globo, em Ceará-mirim, no domingo, às 16h.

Início movimentado

Os primeiros minutos no Estádio Rei Pelé revelaram um jogo agradável entre duas equipes que procuravam bastante o gol. Após cinco minutos de estudo, CSA e Botafogo-PB partiram para a trocação em busca de abrir o placar.

Melhores na etapa inicial, os visitantes se aproveitaram dos espaços presentes na marcação do CSA no meio-campo e criaram as melhores oportunidades, quase sempre saindo dos pés do meia Anderson Paraíba. Já o CSA trabalhou mais as jogadas em transição, preparando sempre para que o centroavante Rodrigo Rodrigues pudesse finalizar com perigo.

Apesar das várias oportunidades criadas por ambos os lados, o desempenho dos goleiros merece ser destacado. Com boas defesas ao longo dos primeiros 45 minutos, Marcelo Carné e Lucas Ferreira foram essenciais para que o placar não fosse movimentado no Rei Pelé.

Azulão volta melhor e sai na frente

Donos da casa, o time do CSA voltou para a segunda etapa com mais ímpeto ofensivo e buscando utilizar o apoio da torcida para sair em vantagem. Apesar de aumentar a presença no campo ofensivo, o Azulão pouco conseguiu penetrar a área do goleiro Lucas Ferreira.

Aos 19 minutos, porém, os alagoanos conseguiram abrir o placar. Após dividida na área, o goleiro do Belo acabou derrubando o atacante Rodrigo Rodrigues. O juiz marcou a penalidade, que foi batida e convertida pelo camisa 99 para colocar o Marujo à frente.

Belo pressiona pelo empate

Atrás no placar, o técnico Gerson Gusmão tornou o Belo mais ofensivo com as suas substituições. O comandante alvinegro sacou o volante Pablo e acionou o atacante Roney para buscar mais volume no campo ofensivo. Como resultado, o Botafogo-PB começou a pressionar o CSA, conseguindo duas boas chances em cinco minutos, com Bruno Ré e Gustavo Coutinho, que chegou a carimbar a trave do goleiro Marcelo Carné.

O CSA, por sua vez, buscou controlar o ritmo da partida para não sucumbir à pressão imposta pelo Botafogo-PB, que se lançava cada vez mais, uma vez que estava com quatro atacantes em campo nos últimos minutos.

Parceria decide a partida

No apagar das luzes, o CSA ainda conseguiu ampliar o placar em jogada que envolveu dois jogadores vindos do banco de reservas. Em contra-ataque rápido, aos 44, o volante William lançou para Rodrigo Rodrigues, que encontrou Lucas Marques com um belo passe. O lateral bateu rasteiro e sem chances para o goleiro Lucas Ferreira.

Três minutos depois, a dobradinha se repetiu. Dessa vez, Lucas Marques fez boa jogada e deu a assistência para o atacante anotar o segundo e dar números finais ao placar.

PB Esportes com informações de Yago Mendes\ NE45

PUBLICIDADE