PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE MARE DISTRIBUIDORA HORIZONTAL-min (1)
Foto: Anderson Stevens Sport Club do Recife

O Sport recebeu o Sousa, na Ilha do Retiro, e sofreu bastante para garantir os três pontos no jogo válido pela 3ª rodada da Copa do Nordeste. Depois de 70 minutos dominando no meio de campo, mas sem conseguir quebrar a última linha dos paraibanos, o Leão só se encontrou com a entrada de Alanzinho em campo. O gol da vitória, inclusive, foi do jovem meia emprestado pelo Palmeiras.

Nesses minutos finais, os recifenses organizaram seu ataque e passaram a ter alguma pressão na linha de fundo, deixando os paraibanos, que tinham sido bem mais perigoso até então, presos na defesa. Quando os sertanejos tentaram subir, só saíram com um cartão vermelho, após Daniel Costa parar um contra-ataque com falta frontal.

PUBLICIDADE

Como fica?

Com a vitória, o Leão chega a seis pontos em três jogos, assumindo a vice-liderança do grupo A, um ponto atrás do líder, Fortaleza. Na sequência da rodada, Atlético de Alagoinhas, CSA e Sampaio Corrêa ainda buscar ultrapassar o clube. Do lado do Dinossauro, são três pontos em três jogos, na sexta posição do grupo B, com Floresta e Botafogo-PB podendo ultrapassá-lo.

Agora, o Sport volta a campo daqui a apenas dois dias. Às 21h30 desta quinta-feira, o Leão recebe o Caruaru City pelo Campeonato Pernambucano. Depois, o clube ainda encara um clássico contra o Santa Cruz, no sábado, antes de voltar a atuar pelo Nordestão, às 21h30 da quinta-feira, contra o Ceará, no Castelão.

Para o Sousa, o calendário é menos apertado. Folgando na segunda rodada do Campeonato Paraibano, o clube iniciou uma sequência de quatro jogos na Copa do Nordeste. O próximo está marcado para às 16h do domingo, recebendo o Sergipe em jogo válido pela quarta rodada do Regional.

Primeiro tempo

O Sport não demorou para mostrar que tinha maior qualidade no meio de campo. Controlando a posse de bola, o Leão conseguiu ter um jogo concentrado no campo de ataque, enquanto o Sousa, mais fechado, tentava segurar os mandantes e construir seu jogo na resposta.

Na prática, porém, isso gerou uma partida de poucas oportunidades. Para os pernambucanos, havia dificuldade na criação, impedindo que o clube quebrasse as linhas e entrasse pelo meio para finalizar. Com isso, o Leão rodava muito a bola pelo meio de campo, mas sentiam a falta de uma referência na área, com lançamentos e cruzamentos que não chegavam a ninguém.

Do lado do Dinossauro, o time até tentava, mas tinha ainda mais dificuldades ofensivas. Se os paraibanos conseguiam ter uma boa compostura defensiva, com uma última linha bem fechada, o time tinha dificuldade para subir e chegar ao ataque. Mas, quando chegava, conseguia até ser mais perigoso que o Rubro-Negro.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o Sport mexeu, mas não conseguiu consertar suas graves limitações, mantendo sua proposta improdutiva de muitos passes no meio e muitos erros quando tentava ir além disso. Assim, o Sousa seguiu buscando brechas para chegar com mais perigo, ainda que sendo um time com mais dificuldade para cruzar a linha de meio de campo.

Mas tudo isso mudou em uma substituição leonina já na segunda metade da etapa final: a entrada de Alanzinho no lugar de Sander.

Em sua primeira jogada, aos 26, o meia conseguiu fazer algo que o Sport ainda não tinha feito no jogo, tabelar para quebrar a última linha do adversário e entrar na área em condição de finalizar. No lance, Juba recebeu de Alan e passou de calcanhar para o meia chegar batendo cruzado e guardar o seu primeiro gol com a camisa rubro-negra.

Com a vantagem no placar, o Leão começou a se encontrar no jogo e passou a finalizar mais, fazendo um jogo de maior profundidade. Com isso, o Sousa se viu forçado a recuar ainda mais, se afastando da área adversária e deixando de levar perigo. Quando tentou subir, aos 38, o Dinossauro só cedeu um contra-ataque que precisou ser parado com falta, resultando em uma expulsão para Daniel Costa, deixando a vida leonina ainda mais tranquila.

PB Esportes com informações Vitor Aguiar\ NE 45

PUBLICIDADE