PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
Foto: Samy Oliveira\Campinense

Um clássico com gols de sobra. Na tarde deste domingo, no Estádio Almeidão, Botafogo e Campinense empataram em 2 a 2 no primeiro ‘Clássico Emoção’ do Campeonato Paraibano. O Belo chegou a abrir uma vantagem de dois gols, mas viu a Raposa encontrar o empate no segundo tempo.

Com o resultado, o Xerife ocupa a 6ª posição e segue sem vencer na temporada. Já o Rubro-Negro, que jogou fora de casa, somou ponto importante e é o 4º. Tiago Reis e Du Fernandes marcaram para o time mandante, enquanto Anicete e Léo Campos (contra) anotaram para a Raposa.

PUBLICIDADE

As equipes, agora, dividem suas atenções. O Botafogo volta a campo no próximo domingo, quando encara mais um clássico, dessa vez contra o Treze. Já o Campinense visita o Fortaleza, na capital cearense, no sábado, quando faz sua estreia na Copa do Nordeste.

O jogo

O jogo se desenhou em dois tempos distintos. Nos primeiros 45 minutos, um confronto fraco tecnicamente e recheado de erros individuais por parte das duas equipes. O Campinense, contudo, começou um pouco melhor. Mas o cenário durou pouco mais de 20 minutos, quando o Belo passou a buscar mais a partida.

Aos 32, após erro de saída de bola da defesa da Raposa, Léo Campos roubou a posse e achou bom cruzamento para Tiago Reis, que, de coxa, abriu o placar no Almeidão e levou o Belo na vantagem para os vestiários.

Na volta do intervalo, um jogo mais intenso. Botafogo e Campinense mostravam querer mais o jogo. Contudo, a história se repetiu para o time raposeiro: apesar de mais incisivo, vacilou novamente na defesa e viu Du Fernandes, oportunista, bater firme para fazer o segundo dos mandantes.

Com a boa margem no placar, o Botafogo controlava o jogo. Parecia estar seguro, ao menos. Mas não foi o que mostrou a partida. Em cruzamento de Diego Viana, a zaga alvinegra errou a linha de impedimento e deixou Anicete em condição. O atacante, de cabeça, descontou. E não parou por aí.

O empate veio. Em uma jogada que parecia despretensiosa, Diego Viana, novamente, cruzou na área. Léo Campos, que tentou alcançar a bola de ‘peixinho’, acabou desviando para a própria meta e dando números finais ao Clássico Emoção.

PB Esportes com informações de Vittoria Fialho\ NE45

PUBLICIDADE