Foto: Rafael Vieira/FPF
AnyConv.com__APOIE NOSSO TRABALHO (1)
PUBLICIDADE-JARBAS (2)
Sebastião
PROJETO-GILNEY-2
Foto: Rafael Vieira/FPF

Líder do Estadual, o Sport tenta corresponder também no Nordestão. Na última quarta-feira (01), o rubro-negro goleou por 4 a 1, em casa, o Afogados, e chegou a 16 pontos no Campeonato Penrmabucano. A vitória é mais um marco para o clube na temporada, mas o foco do técnico Enderson Moreira já está direcionado para a Copa do Nordeste. Na estreia, o time venceu o ABC, por 2 a 0 e, para o próximo confronto, diante do Campinense, no próximo domingo (05), às 18h, e o treinador pede cautela e reconhece que a Raposa, que jogará dentro de casa, pode trazer dor de cabeça para o Leão.

“É sempre muito difícil jogar lá. A gente está na expectativa de um jogo extremamente difícil A Copa do Nordeste, assim como o Campeonato Pernambucano, não tem jogo fácil Se a gente não faz um jogo que fizemos contra o Afogados, a gente não consegue vencer. O futebol está muito equilibrado. Se você vacilar ou fizer um jogo abaixo daquilo que pode fazer, desconcentrado e sem a mesma determinação, a mesma organização, você vai sofrer. Então a nossa expectativa é de um jogo muito difícil, mas espero que possamos fazer um bom jogo. A nossa chave tem muitas equipes que venceram na primeira rodada, então está muito embolado. Então é claro que pontuar fora de casa vai ser importantíssimo para as nossas pretensões dentro da competição” revelou o treinador.

PUBLICIDADE

Se por um lado o Sport vem de vitória na estreia da Copa do Nordeste, não se pode dizer o mesmo sobre o Campinense. A Raposa foi derrotada por 2 a 0 para o Fortaleza na primeira rodada e, contra o Leão, buscará melhorar o seu aproveitamento. Ainda assim, o rubro-negro pernambucano deve contar com as suas principais peças para o duelo. Sobre a rotação do elenco na temporada, Enderson vê com bons olhos a competição interna entre os jogadores e que isso tem sido um dos motivos para o time manter os bons resultados na temporada.

“Eu acho que é uma competição interna extremamente saudável e ela é importantíssima . O jogador tem que olhar para trás e ver que, se ele vacilar, tem outro para ocupar o seu espaço. Essa questão de termos jogadores extremamente absolutos em cada função, em cada posição, a acomodação, ou uma zona de conforto e hoje, no Sport, a gente sabe que isso não existe. Então é uma competição muito boa”, começou o treinador.

“Quem começa como titular está indo bem. Quem entra no meio da parte, às vezes, entra melhor ainda. No outro jogo às vezes trocamos também. Então a gente está, particularmente, motivando essa briga por posição. Mas sempre deixando claro que temos uma estabilidade de equipe e de jogadores, mas que isso pode mudar a todo instante, a depender do que for acontecendo dentro de campo”, completou Enderson Moreira.

Após quatro jogos seguidos dentro da Ilha, o Sport já tenta virar a chave para a Copa do Nordeste e já se prepara para o confronto diante do Campinense para manter o bom momento e defender sua invencibilidade em 2023. No total, o time soma sete jogos, com seis vitórias e um empate e, assim como na selva, o Leão tentará superar a Raposa mais uma vez.

 PB Esportes com informações de Genivaldo Henrique /Especial para o Diário

PUBLICIDADE