Foto: Lucas Figueiredo/CBF
AnyConv.com__APOIE NOSSO TRABALHO (1)
PUBLICIDADE-JARBAS (2)
PUBLICIDADE LUIZ JUVENCIO 2
Sebastião
PROJETO-GILNEY-2
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A última vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro 2024 foi conquistada pelo Mixto-MT neste domingo (22/10). A equipe mato-grossense empatou por 3 a 3 com o Cuiabá-MT, venceu a Copa FMF e completou a lista dos 64 candidatos ao acesso à terceira divisão nacional na próxima temporada. O Distrito Federal contará com dois representantes na competição do quarto escalão do futebol brasileiro: o Real Brasília, campeão candango de 2023, e o Brasiliense, vice-campeão distrital.

O Mixto visitou o Cuiabá no estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha, na tarde deste domingo (22/10) e precisava de um empate para garantir o título. A equipe mandante abriu o placar com Calebe, mas Luan deixou tudo igual na sequência. Vitão e Gabryel Freitas aumentaram o marcador para o Dourado. Na segunda etapa, Jhonatan marcou duas vezes, igualou o confronto e carimbou a taça para o alvinegro de Mato Grosso. Com o troféu, o clube decidiu pela participação na Série D do Brasileirão de 2024.

PUBLICIDADE

Conheça todos os classificados à Série D

Campeão do Candangão em 2023, o Real Brasília estreará na quarta divisão nacional em 2024. O clube disputará sua segunda competição nacional – a primeira foi a Copa do Brasil em 2021 – após a refundação, em 2016. Além do Leão do Planalto, o Distrito Federal contará com outro representante, o Brasiliense. O Jacaré disputará a quarta divisão nacional pela oitava vez, sendo sete consecutivas. A melhor participação foi em 2014, recém-rebaixado da Série C, onde terminou na quinta colocação do torneio.

Além de Real Brasília e Brasiliense, a Região Centro Oeste contará com Anápolis, Crac e Iporá por Goiás, União Rondonópolis e Mixto representando Mato Grosso e Costa Rica por Mato Grosso do Sul. Possíveis adversários dos clubes candangos, a Região Norte será representada por Humaitá e Rio Branco (Acre); Trem (Amapá); Manauara, Manaus e Princesa do Solimões (Amazonas); São Raimundo (Roraima); Porto Velho (Rondônia); Águia de Marabá e Cametá (Pará); e Capital e Tocantinópolis (Tocantins).

O Sul terá Cascavel, Cianorte e Maringá (Paraná); Avenida, Brasil e Novo Hamburgo (Rio Grande do Sul); e Barra, Concórdia e Hercílio Luz (Santa Catarina). A Região Sudeste contará com Real Noroeste e Serra (Espírito Santo); Democrata GV, Ipatinga, Villa Nova e Pouso Alegre (Minas Gerais); Audax Rio, Nova Iguaçu e Portuguesa (Rio de Janeiro); e Água Santa, Inter de Limeira, Santo André e São José (São Paulo).

Por fim, a Região Nordeste será representada por ASA e CSE (Alagoas); Itabuna, Jacuipense e Juazeirense (Bahia); Atlético, Iguatu e Maracanã (Ceará); Maranhão e Moto Club (Maranhão); Sousa e Treze (Paraíba); Petrolina e Retrô (Pernambuco); Altos, Fluminense e River (Piauí); América, Potiguar e Santa Cruz (Rio Grande do Norte); e Itabaina e Sergipe (Sergipe).

PB Esportes com informações de João Marcelo Pepi\Distrito do Esporte

PUBLICIDADE