jhony-bezerra-publicidade2
FABIO-PUBLICDADE-HORIZONTAL-min
PUBLICIDADE-HORIZONTAL-SEBASTIAO
publicidade-horizontal
Foto: Pietro Carpi\ ECV

Uma noite com um grande roteiro na 3ª fase da seletiva da Copa do Nordeste. Depois do Vitória sair na frente no primeiro tempo marcando duas vezes, com Raul Prata e Fernando Neto, o Botafogo-PB cresceu na segunda etapa e buscou o empate, com Willian Machado e Welton Felipe. Mas depois surgiu o herói improvável: o goleiro Paulo Gianezini. Ele entrou em campo aos 49 do segundo tempo, justamente para a cobrança de pênaltis. Ele defendeu a sexta cobrança do Leão, feita por Renan Luís, e converteu para o Belo, garantindo o triunfo por 6 a 5 nas penalidades e a vaga na fase de grupos do Nordestão.

O ano do Botafogo-PB se encerra neste jogo, mas garantindo outra participação no Regional em 2022. Agora, o Belo volta todas as suas atenções para o planejamento da próxima temporada. Já ao Vitória, que não disputará o Nordestão no ano que vem, resta retomar o foco à luta contra o rebaixamento na Série B. O Leão encara o CRB nesta segunda-feira (22), às 19h, no estádio Rei Pelé, em Maceió-AL.

PUBLICIDADE

Vitória domina e marca duas vezes

A primeira etapa, apesar de ter tido um maior domínio do Vitória, quem começou criando as melhores chances foi o Botafogo-PB. Atento para conter as investidas do Leão e buscando os contra-ataques, o Belo teve boa chance aos 10 minutos. Welton Felipe fez bela jogada puxando da direita para o meio e bateu de pé esquerdo para defesa de Lucas Arcanjo, que espalmou para o lado.

Porém, daí em diante, os donos da casa cresceram na partida. Com maior volume de jogo, o Vitória foi chegando cada vez mais perto do gol e conseguiu abrir o placar aos 28. Raul Prata recebeu em profundidade pela direita, dentro da área, cortou para o meio e bateu de pé esquerdo no canto de Lucas.

A pressão continuou e logo aos 31 o Rubro-negro fez o segundo. Após cobrança curta de escanteio, Bruno Oliveira cruzou, Fernando Neto cabeceou e, com desvio em Pablo, a bola foi morrer no fundo do gol. O Botafogo-PB tentou responder e criar chances, mas não conseguiu se acertar na primeira etapa.

Reação do Botafogo-PB e empate no placar

Na segunda etapa, parecia que o Vitória tinha dado por vencido o jogo. Quis administrar, não manteve o mesmo ímpeto e o Botafogo-PB soube se aproveitar desse momento. A entrada do meia Esquerdinha foi fundamental para dar um gás novo à equipe, que lutou bastante e conseguiu conquistar o empate.

Aos 18 minutos, Esquerdinha cobrou escanteio e Willian Machado subiu sozinho, no meio da defesa, para cabecear com força e diminuir. Feito o Vitória fez na primeira etapa, logo em sequência o Belo conseguiu marcar novamente e empatar o jogo. Aos 22 minutos, Esquerdinha arriscou de longe e Lucas Arcanjo, que tentou segurar a bola, soltou no meio da pequena área. Welton Felipe foi mais rápido que o goleiro e chegou para, de cabeça, marcar.

Goleiro reserva vira herói do Belo nos pênaltis

Depois disso, a partida ficou truncada. O Vitória tentou chegar na base do abafa, sem muita organização, e não conseguia levar perigo à meta do Botafogo-PB. Já os paraibanos souberam administrar e levaram a definição para as penalidades. O técnico Gerson Gusmão fez uma substituição curiosa que deu certo no fim. Ele trocou o goleiro. Tirou Lucas Ferreira e colocou Paulo Gianezini.

Nas cobranças, as duas equipes converteram bem as cinco cobranças. Contudo, no começo das alternadas, brilhou a estrela de Gianezini. O goleiro defendeu a cobrança de Renan Luís e converteu para o Botafogo-PB, conquistando uma classificação heroica para o Belo em pleno Barradão.

Ficha do jogo

Vitória (2)

Lucas Arcanjo; Raul Prata, Wallace, Thalisson Kelven e Roberto (Renan Luís); João Pedro, Fernando Neto e Eduardo (Bruno Oliveira); Fabinho, Alisson Santos e David. Técnico: Wagner Lopes.

Botafogo-PB (2)

Lucas Ferreira (Paulo Gianezini); Sávio, Daniel Felipe, Willian Machado e Tsunami; Tinga (Amaral), Pablo e Juninho (Esquerdinha); Welton Felipe, Luã Lúcio (Marcos Aurélio) e Éderson (Cleyton). Técnico: Gerson Gusmão.

Local: Estádio Barradão, em Salvador-BA.

Árbitro: Fábio Augusto Santos Sá Junior (SE)

Assistentes: Rodrigo Guimarães Pereira e Wendel Augusto Lino de Jesus Melo (ambos SE).

Gols: Raul Prata, aos 28′ do 1ºT, e Fernando Neto, aos 31′ do 1ºT (VIT); Willian Machado, aos 18′ do 2ºT, e Welton Felipe, aos 22′ do 2ºT (BOT).

Cartões amarelos: Eduardo (VIT); Esquerdinha (BOT).

Público: 3.819 pessoas.

PB Esportes com informações de Klisman Gama\ NE45

PUBLICIDADE